Última hora

Última hora

Comboio com detritos nucleares segue viagem

Em leitura:

Comboio com detritos nucleares segue viagem

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma manhã atribulada, o comboio com detritos nucleares já seguiu viagem com destino à Alemanha.

Esta quarta-feira, cerca de 400 ativistas da Greenpeace ocuparam uma parte da via-férrea na Normandia, em França.

A intervenção da polícia terminou em confrontos.

Os agentes utilizaram gás lacrimogéneo para dispersar os ativistas antinuclear. Pelo menos cinco pessoas foram detidas.

As autoridades do departamento da Mancha proibiram os manifestantes de se aproximar da via-férrea e ergueram várias barreiras. Uma situação que não impediu que os ecologistas franceses e alemães ocupassem o local.

Uma carrinha da polícia acabou por ser destruída.

A Greenpeace já condenou a violência exercida tanto pelas forças da ordem como pelos manifestantes. O ministro do ambiente alemão apelou, entretanto, à sensatez dos ecologistas.

O comboio, que contém materiais altamente radioativos dirige-se para Gorleben, no norte do Alemanha, a cerca de uma centena de quilómetros de Hamburgo.

Os resíduos das centrais nucleares alemãs foram reciclados em França. E estão, agora, de regresso ao país de origem.

Em Berlim, dezenas de ativistas manifestaram-se esta quarta-feira contra o processamento de detritos nucleares em França. O Castor como é conhecido o comboio que transporta os materiais radioativos também não foi esquecido na manifestação.

Desde os anos 70, que o transporte de detritos nucleares tem originado vários protestos.