Última hora

Última hora

Discurso de Tantawi não pôs fim aos protestos no Egito

Em leitura:

Discurso de Tantawi não pôs fim aos protestos no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

O discurso do marechal Tantawi não trouxe a calma ao Egito. Os manifestantes prosseguem a ocupação da praça Tahrir no Cairo, onde os confrontos com a polícia também não cessaram. O número de mortos já ultrapassou as três dezenas, desde o início dos protestos há quatro dias. O chefe do conselho militar que dirige o país desde a queda de Mubarak assegurou que o processo eleitoral vai começar na segunda-feira.

Numa alocução televisiva, Tantawi disse que o exército não pretende governar o Egito e que está disposto a regressar às casernas. Se for necessário pode mesmo ser organizado um referendo para definir o papel dos militares, referiu. Tantawi anunciou igualmente que o conselho militar aceitou a demissão do governo e prometeu a realização de eleições presidenciais em Junho do próximo ano, seis meses antes do previsto.

Palavras que não sossegaram os manifestantes. Os protestos estendem-se a outras cidades como Alexandria, onde se registou pelo menos um morto durante a noite.