Última hora

Última hora

ONU condena Assad

Em leitura:

ONU condena Assad

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissao dos Direitos Humanos da ONU condenou a repressão na Síria.

Esta resolução, que o ocidente espera que seja seguida pelo Conselho de Segurança, foi aprovada por uma grande maioria, com 122 votos a favor, 13 contra e 41 abstenções, incluindo da Rússia.

É mais uma voz contra a continuação da repressão no país, depois das duras palavras do primeiro-ministro turco Recep Tayyp Erdogan. “Se querem exemplos de pessoas que lutaram até à morte contra o próprio povo, vejam Hitler, Mussolini, Ceausescu. Se mesmo assim não conseguirem tirar lições, vejam o que aconteceu na Líbia, onde o líder foi morto 32 dias depois de ter virado as armas contra o próprio povo e ter usado as mesmas expressões que Assad”.

Palavras de Erdogan depois do presidente sírio Bashar el-Assad ter prometido lutar até à morte.

O exército sírio mantém-se nas cidades, contra as promessas feitas à liga árabe. Esta terça-feira, quatro civis na região de Homs foram mortos. Homs é o principal centro da resistência. O levantamento popular contra o regime de Bashar el-Assad dura há já oito meses.