Última hora

Última hora

Comboio nuclear parado na fronteira franco-alemã

Em leitura:

Comboio nuclear parado na fronteira franco-alemã

Tamanho do texto Aa Aa

O comboio que transporta detritos nucleares entre a França e a Alemanha está parado e assim vai ficar, pelo menos durante 24 horas, na localidade de Rémilly, junto à fronteira.

Do lado alemão, em Berg, uma grande manifestação antinuclear espera a passagem do comboio. As autoridades ainda não decidiram qual o rumo que o comboio vai tomar depois de passada a fronteira.

“Queremos mostrar a nossa oposição. O melhor protesto seria sentarmo-nos frente ao comboio. Se o conseguirmos parar, ótimo, se não, espero que o possamos pelo menos atrasar. O importante é protestarmos e deixarmos claro que não queremos aqui estas carruagens”, diz um dos manifestantes.

O comboio atravessou a França e vai agora percorrer uma boa parte da Alemanha até ao norte do país. Estes carregamentos, chamados Castor, fazem parte do contrato que a empresa francesa de reatores nucleares Areva mantém com um parceiro alemão para o tratamento de detritos.

Terça-feira, a partida do comboio foi alvo de grandes protestos e confrontos com a polícia, no noroeste francês.

Foram detidas seis pessoas, incluindo uma mulher de 65 anos, presa por ter roubado latas de refrigerante das carrinhas da polícia.