Última hora

Última hora

Rússia opõe-se ao embargo de armas à Síria

Em leitura:

Rússia opõe-se ao embargo de armas à Síria

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia opõe-se ao embargo de armas e apela à Liga Árabe e ao ocidente para acabarem com os “ultimatos”. A posição de Moscovo surge pela face do ministro dos Negócios Estrangeiros Sergei Lavrov, que pede que seja empregue um maior esforço na resolução do conflito interno.

Lavrov dá o exemplo líbio para não aceitar o embargo de armas a Damasco. “Sabemos bem como o embargo de armas na Líbia foi implementado, na realidade esse embargo apenas funcionou nos carregamentos para as forças armadas líbias. A oposição continua a recebê-las. Países como o Qatar e a França admitiram publicamente ter fornecido”, disse o chefe da diplomacia russo.

A reação surge depois da liga árabe ter aprovado sanções contra a Síria e de um relatório da ONU ter acusado Damasco de crimes contra a humanidade na forma como lidou com os tumultos populares internos.