Última hora

Última hora

Contestação sobe de tom no Reino Unido

Em leitura:

Contestação sobe de tom no Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

Trabalhadores e sindicatos britânicos falam da maior paralisação dos últimos 30 anos.

Esta quarta-feira, foram muitas as escolas, hospitais e serviços municipais que fecharam portas no Reino Unido, em sinal de protesto contra os cortes no setor público e o aumento da idade da reforma para os 67 anos.

Cerca de 30 sindicatos representantes de mais de dois milhões de trabalhadores, aderiram ao protesto.

A educação e saúde foram os setores mais afetados.

“Estamos revoltados porque é demais e cai tudo em cima de nós. Eu não vejo os deputados a abrirem os cordões à bolsa para ajudarem a população ou a prescindirem dos seus direitos” afirma um britânico.

Trabalhadores e sindicatos admitem novas paralisações depois de o governo ter anunciado que afinal o setor público deverá perder 700 mil empregos nos próximos anos, em vez dos 400 mil, inicialmente previstos.

Também os salários congelados até ao fim do próximo ano, só vão poder aumentar até 1 por cento em 2013 e 2014.

Artigos relacionados:

Reino Unido: manifestantes prometem manter mobilização

Sindicatos britãncos acusam: “o nosso dinheiro vai para a tesoraria que tenta sanar o défice causado pelos bancos