Última hora

Última hora

Crise: Mercados em alta após anúncio dos bancos centrais

Em leitura:

Crise: Mercados em alta após anúncio dos bancos centrais

Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados reagiram da melhor maneira ao anúncio de seis bancos centrais de uma ação coordenada para a enfrentar a crise da dívida europeia.

Este anúncio surge depois da Comissão Europeia ter advertido que a Europa tem apenas mais dez dias para salvar o euro.

Banco Central Europeu, Federal Reserve, e bancos centrais do Canadá, de Inglaterra, do Japão e da Suíça tentam desta forma salvar a moeda única.

Mas o impacto que a medida teve nos mercados esta quarta-feira poderá ser de curta duração.

O Presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, explicou que “a União Europeia atravessa um período muito difícil e perigoso. Desde o verão que deixou de ser um problema num país em particular, mas tornou-se um problema sistémico.”

Uma opinião que é partilhada pela chanceler alemã Angela Merkel, que parece não estar disposta a ceder em nenhuma das suas exigências para que se chegue ao tão necessário pacto franco-alemão para salvar o euro.

A medida anunciada pelos bancos centrais não é inédita. Em setembro e em 2008 tomaram medidas idênticas, mas a crise parece estar mais presente do que nunca.

Na Grécia, o novo governo de coligação enfrenta o primeiro teste contra os sindicatos que convocaram para esta quinta-feira uma greve geral que deverá paralisar o país e levar milhares de pessoas para as ruas de Atenas.