Última hora

Última hora

Governo à vista na Bélgica

Em leitura:

Governo à vista na Bélgica

Tamanho do texto Aa Aa

O impasse político na Bélgica pode estar perto do fim.

O socialista francófono, Elio di Rupo, reuniu-se esta quinta-feira com o rei Albert II, depois dos seis partidos envolvidos nas negociações terem chegado a um acordo de princípio para a formação de um governo de coligação.

O documento com cerca de 200 páginas tem, agora, de ser validado pelas formações políticas.

“Temos de verificar se as nossas indicações foram respeitadas no papel e se existem questões pendentes, mas não deve haver qualquer problema” afirma o cristão-democrata Benoit Lutgen.

“Disponibilizámo-nos para fazer ajustamentos no acordo de governo, mas não somos o único partido.

Alguns vencem eleições, outros ganham à mesa das negociações” refere Alexander do VLD.

A maratona negocial que senta à mesa socialistas, democratas-cristãos e liberais francófonos e flamengos arrancou há cerca de uma semana, depois da Standard & Poor’s ter reduzido a classificação da dívida do país.

A crise da dívida soberana e as divisões internas são, apenas, alguns dos problemas com os quais o futuro primeiro-ministro vai ter de lidar.