Última hora

Última hora

Tratado de adesão da Croácia à UE aprovado pelos eurodeputados

Em leitura:

Tratado de adesão da Croácia à UE aprovado pelos eurodeputados

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu, em Bruxelas, aprovou (por 564 votos a favor, 38 contra e 32 abstenções) a entrada de mais um país para a União Europeia: a Croácia. O tratado de adesão será assinado pelos líderes dos atuais 27 estados-membros na cimeira de 9 de Dezembro e entrará em vigor a 1 de Julho de 2013.

A Croácia fez um longo caminho desde que se candidatou à UE em 2003, como sublinhou à Euronews o eurodeputado austríaco Hannes Swoboda: “Em primeiro lugar, teve uma forte e total cooperação com o Tribunal Penal Internacional de Haia, no que respeitava aos crimes de guerra. Em segundo lugar, também realizaram internamente muitos julgamentos de crimes de guerra, que ainda estão em curso”.

Swoboda foi o autor do relatório que esteve na base da votação do PE e referia-se os crimes cometidos na guerra da Jugoslávia, que daria a independência à Croacia em 1991.

Mas outros julgamentos marcam a atualidade em Zagreb, nomeadamente os casos de corrupção envolvendo políticos de alto nível, incluindo o ex-primeiro-ministro Ivo Sanader, que deixou o poder em 2009.

“É acusado de ter retirado grandes quantias de dinheiro de duas empresas: o banco Adria e a Hungarian Oil Company. Algumas pessoas argumentam que esta série de acusações é efetivamente a prova de que o estado de direito e a justiça funcionam bem na Croácia”, explicou à Euronews Corina Stratulat, analista do Centro de Política Europeia.

O país, com 4,4 milhões de pessoas, vai fazer um referendo como forma de ratificar popularmente o tratado de adesão. As sondagens apontam para um taxa de aprovação a rondar os 60%.