Última hora

Última hora

China: Greve numa fábrica de componentes informáticos

Em leitura:

China: Greve numa fábrica de componentes informáticos

Tamanho do texto Aa Aa

Mais uma greve na China. As operárias de uma fábrica de componentes informáticos, fornecedora de empresas como a Apple, a HP e a Research in Motion, protestam contra mudança da unidade de produção para outra localidade. As grevistas queixam-se de não terem sido notificadas nem indemnizadas.

“Quando nos disseram que íamos mudar, não nos deram mais nada. Agora estamos aqui quando deviamos estar a trabalhar. Disseram-nos que já não temos emprego e pediram-nos para abandonar o local” – afirma uma grevista.

Um milhar de operárias aderiu à greve nos dois primeiros dias, mas só uma centena resiste ao terceiro dia de luta. Registaram-se alguns confrontos com a polícia de Shangai. As greves na China começam a tornar-se recorrentes.