Última hora

Última hora

Grécia aposta na cultura

Em leitura:

Grécia aposta na cultura

Tamanho do texto Aa Aa

Na Grécia, Pavlos Yeroulanos, o ministro da Cultura, anunciou que as grandes jazidas arqueológicas e os museus terão prioridade no orçamento daquele ministério.

Em plena crise financeira, justificou a prioridade com facto de o turismo representar entre 15 e 18 por cento do PIB grego.

“Em particular neste tempo de crise temos de investir nos nossos monumentos e na nossa história. Não se pode fazer tudo, independentemente do dinheiro disponível, porque a quantidade de trabalho é muito grande. O mais importante é estabelecer prioridades e ver onde há mais necessidades”, disse Pavlos Yeroulanos.

No verão passado o Museu Nacional de Arqueologia de Atenas teve de encerrar algumas secções ao público devido à falta de seguranças.

“Há muitas jazidas que estão encerradas porque não há seguranças, alguns museus só trabalham a 50 por cento. Outros, não são guardados à noite. Isto é uma tragédia”, denunciou o presidente do Sindicato dos Seguranças.

Apesar da crise, este ano registou-se no turismo um aumento de 10 por cento em relação ao ano passado. Só o Museu da Acrópole teve mais de 1,3 milhões de visitantes.