Última hora

Última hora

Tunísia permanece dividida e sem governo

Em leitura:

Tunísia permanece dividida e sem governo

Tamanho do texto Aa Aa

Um mês e meio depois das eleições, a Tunísia é um país dividido. De um lado, os que querem uma sociedade laica; do outro, os que pretendem uma vida regida pelo Islão. Os partidários dos dois campos estiveram este sábado frente-a-frente, diante da assembleia constituinte em Tunis, depois dos laicos terem levantado um acampamento no local, na quarta-feira. Mas todos querem um governo que funcione.

Face às interrogações quanto ao papel do Islão no próximo governo, o futuro primeiro-ministro, Hamad Jabali, tentou dissipar as dúvidas numa reunião com operadores turísticos franceses – “O partido Ennahda não é um partido religioso, quero dizer-vos aqui e agora e a confirmá-lo oficialmente, é um partido civil, político.”

O partido Ennahda foi o mais votado nas eleições de Outubro mas teve de negociar uma coligação com dois partidos laicos de esquerda. Mas os parceiros só alcançaram um entendimento sobre a organização do governo na sexta-feira.