Última hora

Última hora

Alemanha acolhe Conferência Internacional sobre o Afeganistão

Em leitura:

Alemanha acolhe Conferência Internacional sobre o Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro do Afeganistão vai estar em discussão em Bona, na Alemanha. Mais de uma centena de países e de organizações internacionais vão estar presentes na Conferência Internacional sobre o país que começa segunda-feira. As discussões vão durar durar dois dias e definir o quadro da ajuda externa depois da partida dos soldados da NATO no final de 2014. Contudo, o Paquistão decidiu boicotar o encontro por causa da morte acidental de 24 soldados paquistaneses provocada pela Aliança Atlântica.
 
A ministra paquistanesa da informação, Firdaus Ashiq Awan, sublinhou que o governo de Islamabad não vai estar representado na conferência.
 
O Paquistão é fundamental para a estabilização do país vizinho, devido aos seus laços tradicionais com os talibãs. O ministro alemão dos negócios estrangeiros, Guido Westerwelle, não hesitou em lançar umas farpas a Islamabad – “É possível que alguns estejam relutantes, mas tenho de dizer que se alguém tem uma agenda secreta, trata-se de uma atitude contraprodutiva para os seus interesses nacionais.”
 
Bona acolheu no sábado um fórum para preparar a conferência e delinear a declaração final que deverá ser publicada na terça-feira. Entretanto, nas ruas da antiga capital federal desfilaram alguns milhares de pessoas para reclamar o regresso imediato dos soldados alemães.