Última hora

Última hora

Governo italiano desvenda medidas de austeridade

Em leitura:

Governo italiano desvenda medidas de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano apresentou este domingo o plano de austeridade para os próximos dois anos, avaliado em 20 mil milhões de euros. O decreto-lei aprovado pelo governo de Mario Monti contempla no entanto medidas de incentivo ao crescimento económico e ao emprego orçadas em 10 mil milhões de euros.

“Ao tomarmos estas medidas, pensámos na necessidade de criar ao mesmo tempo condições para o crescimento de Itália. Temos de colocar sob controlo o défice e a dívida pública. Não queremos mais ser vistos na Europa como um foco da crise, mas sim como um ponto forte” – afirmou o chefe do executivo.

Mario Monti renunciou aos salários de primeiro-ministro e de ministro das Finanças, uma vez que acumula as duas pastas. O governo também aprovou uma reforma dura do sistema de pensões. A ministra dos Assuntos Sociais, Elsa Fornero, foi incapaz de suster a emoção quando estava a anunciar as medidas.

Os sindicatos contestam os sacrifícios impostos pelo governo. A partir de janeiro, quer a idade da reforma quer o número de anos de cotização vão aumentar e a fórmula de cálculo vai abranger toda a carreira contributiva.