Última hora

Última hora

Críticos do Kremlin silenciados em dia de eleições

Em leitura:

Críticos do Kremlin silenciados em dia de eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Os ciberataques e a tentativa de introduzir nas urnas boletins pré-preenchidos geraram uma onda de protesto em dia de eleições.

Mais de 200 pessoas foram interpeladas.

“Tenham vergonha” foram algumas das palavras mais ouvidas em Moscovo.

Os opositores políticos denunciaram pressões e a manipulação dos votos dos eleitores ausentes.

Infrações que, afirmam, contaram com a conivência da Comissão Eleitoral.

Os protestos estenderam-se a S. Petersburgo.

Este domingo, acompanhar o escrutínio através da internet foi praticamente impossível. Os piratas informáticos bloquearam o acesso às edições online de vários jornais e sites.

É o caso da rádio Ecos de Moscovo e da Golos, uma organização de observadores independentes que acompanhou as eleições russas. A ONG fala de ataques orquestrados que tinham por objetivo impedir a divulgação de fraudes.

Para a organização, o caráter massivo dos ataques coloca em causa a legitimidade do processo eleitoral.