Última hora

Última hora

Sarkozy e Merkel defendem novo tratado europeu a 17 ou 27

Em leitura:

Sarkozy e Merkel defendem novo tratado europeu a 17 ou 27

Tamanho do texto Aa Aa

Paris e Berlim querem um “novo tratado” europeu.

O novo texto poderá ser adotado a 27 ou restrito aos 17 países da Zona Euro. Depois de um encontro no Palácio do Eliseu, Nicolas Sarkozy e Angela Merkel anunciaram a conclusão de um acordo completo sobre a gestão das crises na Zona Euro que será submetido aos líderes dos Vinte e Sete na cimeira que tem início quinta-feira em Bruxelas.

O presidente francês frisou que pretendem “um novo tratado que faça com que todos os povos da Europa – da União Europeia e da Zona Euro – compreendam que as coisas não podem continuar no mesmo caminho que têm seguido”. Sarkozy frisou que preferem “27 signatários, para que ninguém se sinta excluído da iniciativa franco-alemã”, mas sublinhou que estão dispostos “a avançar com 17 membros, bem como qualquer outro Estado que queira juntar-se” à iniciativa.

Tal como o presidente francês, a chanceler alemã frisou que estão “contra as euro-obrigações”. Merkel disse que vão propor “um encontro mensal do Eurogrupo com todos aqueles que estiverem interessados, para reforçar a competitividade e impulsionar a economia”.

Sarkozy revelou a intenção de introduzir sanções automáticas para os países que não respeitem a regra do défice inferior a 3 por cento do PIB. Merkel disse que será o Tribunal europeu de Justiça a verificar a “conformidade” das “regras de ouro” anti-défice de cada país.