Última hora

Última hora

Notação dos mais poderosos em risco

Em leitura:

Notação dos mais poderosos em risco

Tamanho do texto Aa Aa

O sinal ainda não é vermelho mas é um aviso da Standard and Poor’s às principais economias europeias. A agência de notação financeira colocou em vigilância negativa 15 países da zona euro incluindo as 6 nações com nota máxima – a Alemanha, a Finlândia, a França, a Áustria, o Luxemburgo e a Holanda.

No caso da França, a nota de solvência está ameaçada com uma redução de dois escalões.

A Standard and Poor’s justificou o anúncio pela convicção de que as pressões sistémicas aumentaram de tal forma que estão a influenciar a solvência da zona euro no seu conjunto. A agência reafirma serem necessárias soluções financeiras e políticas urgentes.

O ministro das Finanças francês François Baroin afirmou que “é preciso mudar a governança económica para restaurar a confiança dos mercados”. Disse acreditar que a agência não teve em conta o acordo de principio entre Nicolas Sarkozy e Angela Merkel” desta segunda-feira.

E o presidente gaulês e a chanceler alemã anunciaram após um encontro em París que desejam concluir até Março um novo tratado entre os 27 Estados da União Europeia ou, se não for possível, entre os 17 membros do euro.

Um tratado com regras de disciplina orçamental mais estritas e sanções imediatas para os países incumpridores.