Última hora

Última hora

Rússia: Uma centena de opositores detidos no segundo dia de protestos

Em leitura:

Rússia: Uma centena de opositores detidos no segundo dia de protestos

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia russa deteve uma centena de pessoas que se manifestava contra a vitória do partido de Vladimir Putin. Este foi o segundo dia de protestos em Moscovo desde as eleições legislativas de domingo nas quais o partido Rússia Unida alcançou a maioria absoluta.

O ex-vice-primeiro-ministro e eminente opositor de Putin, Boris Nemtsov, estava entre os manifestantes e também foi detido. Na véspera as autoridades interpelaram mais de 300 pessoas, entre elas o blogger Alexeï Navalny. Este ativista anticorrupção tornou-se bastante popular na internet nos últimos tempos. Navalny foi condenado esta terça-feira por um tribunal de Moscovo a 15 dias de prisão por “recusa de obediência à autoridade”.

Entretanto, o presidente Dmitry Medvedev respondeu às críticas vindas do estrangeiro, e em particular de Washington, que considera inaceitáveis – “Se as organizações internacionais constataram violações é uma coisa, mas o sistema político da Rússia não lhes diz respeito. Em breve hão de vir dizer-nos o que devemos escrever na nossa constituição.”

A poucos metros do protesto antigovernamental em Moscovo, desenrolou-se uma contramanifestação de apoiantes do partido Rússia Unida. A polícia deixou-os tranquilos.