Última hora

Última hora

Festival de Jazz de Monte Carlo 2011

Em leitura:

Festival de Jazz de Monte Carlo 2011

Tamanho do texto Aa Aa

Dois artistas marcaram a diferença na última edição do Festival de Jazz de Monte Carlo. O contrabaixo Avishai Cohen, de Israel, e o pianista arménio Tigran Hamasyan, unem os sons contemporâneos aos tradicionais.

“Eu aproximo-me da música folk arménia porque escrevo melodias que têm uma sonoridade tradicional do meu país mas que são escritas por mim, é como aprender uma língua e dares-lhe o teu cunho mas compondo nessa língua”, explica Tigran.

Para o músico: “qualquer tipo de música folk é algo muito profundo e rico e tem muito potencial. Há formas infinitas de criar… formas de fazeres a tua aproximação a essa música.

Descobri a música folk quando tinha treze anos através de músicos como Keith Jarrett, Jan Garbarek e a música de Gurdjieff. Esses músicos fizeram-se descobrir a minha própria música e desde então ela faz parte de mim.”

Para o compositor a música tem um significado muito particular:

“Quando toco sinto-me feliz e sei que isso é exatamente isso o que eu quero fazer – ter este sentimento… Eu sei por que estou aqui!”

É de momentos que toda a criação artística vive.

Para Avishai Cohen: “há dois momentos criativos: quando estou sozinho a compor qualquer coisa, em que sinto uma espécie de… pode chamar-se energia, eletricidade, algo que enaltece aquele momento em que estou a sentir algo que não sei de onde vem. Depois há o momento, já no palco, com a banda com a qual toco, o momento da união entre todos os músicos, e isso é algo que eu partilho ali com todas as pessoas.”

Mas para lá da música há alguns medos.

“No princípio cantar era algo que me punha nervoso, tinha medo porque sabia que tinha de fazê-lo e era muito difícil depois de tantos anos de música instrumental, mas isso fez de mim uma pessoa e um músico melhor.

Claro que é preciso praticar mas, acima de tudo é preciso que aceites a tua voz, que te aceites – faz parte de todo um processo”, confessa o baixista.

Nesta reportagem ouvem-se segmentos das seguintes peças:

“The spinners” e “The legend of the moon”, do álbum “a fable” de Tigran (Verve) e “Seven Seas” e “Dreaming”, do álbm “Seven Seas” de Avishai Cohen (EMI).