Última hora

Última hora

Líderes europeus tentam concertar posições em Marselha

Em leitura:

Líderes europeus tentam concertar posições em Marselha

Tamanho do texto Aa Aa

O euro e a crise da dívida soberana estão a dominar o Congresso do Partido Popular Europeu que, hoje, arrancou em Marselha.
 
O encontro de dois dias onde participam os líderes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, ocorre na véspera do Conselho Europeu.
 
“O Partido Popular Europeu deve ser o baluarte da Europa, mais ainda, deve ser a força que relança o ideal europeu” afirma o primeiro-ministro francês, François Fillon.
 
Para manter vivo o ideal europeu é necessário concertar posições e agir o quanto antes.
 
“Penso que os mercados financeiros, os economistas e os cidadãos europeus precisam de uma resposta rápida. É verdade que os cidadãos têm visto a União Europeia a reagir às decisões dos mercados. Mas estamos a tomar a iniciativa e espero que tudo corra bem. Eu estou confiante” refere Antonio Lopez-Isturiz, secretário-geral do PPE.
 
Alinhar posições é um dos objetivos do encontro numa altura em que os líderes europeus travam uma autêntica corrida contra o tempo.
 
Euronews: “A crise do euro está no topo da agenda do vigésimo Congresso do Partido Popular Europeu e não é de estranhar, tendo em conta, a contagem decrescente para a cimeira de Bruxelas e o facto de esta crise já ter feito cair vários governos de diferentes cores políticas.”