Última hora

Última hora

Roberto Saviano: "a detenção de Zagaria está relacionada com as mundanças políticas e sociais em Itália"

Em leitura:

Roberto Saviano: "a detenção de Zagaria está relacionada com as mundanças políticas e sociais em Itália"

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que um dos mais poderosos patrões da máfia caiu nas mãos da justiça, fomos ouvir a opinião do jornalista e escritor Roberto Saviano, autor do livro “Gomorra” que ousou denunciar os métodos das máfias italianas e tinha Michele Zagaria como um dos principais protagonistas.

“Obviamente é uma detenção muito importante, não apenas pelo significado simbólico de ser um grande criminoso que foi entregue à justiça, mas sobretudo por se tratar de um líder do crime organizado envolvido em negócios mundiais. A sua detenção faz-nos compreender e observar de perto as atividades do mais poderoso dos clãs”.

Como é que foi possível que ele estivesse tanto tempo em fuga?

Estou convencido que a queda do governo de Berlusconi e a fragilidade do seu subsecretário de estado, Nicola Consentino, levou um vasto número de pessoas do meio a sentirem que a sua impunidade estava em risco e começaram a cooperar com a justiça. Quando os apoios políticos começam a cair, muitos mafiosos começam a ter medo. Penso que a detenção de Zagaria nas últimas horas está relacionada com as mudanças políticas e sociais que estão a ocorrer em Itália”.

Quem era Michele Zagaria e como operava?

Michele Zagaria tinha o perfil de um construtor civil, um homem de negócios, que investia em tudo, em Itália e na Europa. Um patrão da mafia com muito pouco sangue nas mãos e menos violência do que outros dos seus colegas. O homem que hoje foi detido é alguém muito ligado ao mundo dos negócios em Itália e no mundo e, por isso, era muito mais perigoso que um criminoso normal”.