Última hora

Última hora

Conselho da Europa: "detenção de manifestantes russos contraria convenção europeia"

Em leitura:

Conselho da Europa: "detenção de manifestantes russos contraria convenção europeia"

Tamanho do texto Aa Aa

A atuação das autoridades russas face às manifestações contra os resultados das legislativas têm concentrado a atenção das organizações de defesa dos Direitos Humanos.

O correspondente da euronews em Londres levou a questão ao comissário pelos Direitos Humanos do Conselho da Europa. Thomas Hammerberg frisou que “a liberdade de reunião [em espaços públicos] é crucial depois de eleições e é protegida pela Convenção Europeia de Direitos Humanos. A detenção e sentença de pessoas apenas porque participaram em manifestações é contrária a essa convenção”.

De acordo com a Amnistia Internacional, mais de mil pessoas – incluindo jornalistas – foram detidas nos protestos que seguiram as legislativas russas.

O vice-diretor da Amnistia Internacional para a Europa e a Ásia Central afirma que “as autoridades estão encurraladas entre a necessidade de dar oxigénio ao movimento de protesto e o desejo de mostrar que continuam a deter o controlo e que nada vai mudar”.

O correspondente da euronews, Ali Sheikholeslami, diz que “face às manifestações previstas para Sábado, foi lançado um apelo à contenção ao governo russo, para que as pessoas possam usufruir do direito de manifestar e para que a polícia não maltrate manifestantes pacíficos”.