Última hora

Última hora

Mario Monti: "Não" britânico sem consequências relevantes para o Mercado Único

Em leitura:

Mario Monti: "Não" britânico sem consequências relevantes para o Mercado Único

Tamanho do texto Aa Aa

No dia da cimeira europeia marcada pelo veto de David Cameron, o primeiro-ministro italiano, Mario Monti, também confrontado com as dificuldades do seu país face à crise, falou à Euronews.

Margherita Sforza – Quais serão as consequências para Mercado Único Europeu do “não” britânico?

Mari Monti – Não serão muito relevantes porque o Mercado Europeu continuará a ser substancialmente desenvolvido pelos 27 Estados membros.

Claro que com a Grã-Bretanha no centro da zona euro juntamente com a Alemanha, com a França, com a Itália, mesmo sem ter o euro, se não se tivesse excluído, seria um Reino Unido com mais influência. Como no seu ADN está o mercado único e a concorrência, o Reino Unido teria exercido um maior impulso que beneficiaria os 27.