Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

O presidente russo Dmitri Medvedev começou já a deitar água na fervura depois das mega manifestações de sábado em toda a Rússia.

O presidente pediu uma investigação a todas as informações de alegada fraude eleitoral.

Foi através do Facebook que Medvedev rompeu o silêncio em relação às maiores manifestações da era Putin. Medvedev diz que não concorda com os manifestantes, mas que promete investigar todos os casos de alegada fraude relatados pela comunicação social.

O grande aparato policial deslocado para as manifestações mantém-se em Moscovo e noutros pontos na Rússia. As manifestações prosseguem, mas agora com muito menos força.

O movimento pró-comunista “Rússia dos Trabalhadores” juntou algumas dezenas de militantes na Praça da Revolução, no Centro de Moscovo.

A extrema-direita, impedida de participar nas eleições, também se fez ouvir. O movimento nacionalista organizou um protesto em Moscovo onde pediu a legalização do Partido Nacionalista Russo, a demissão de Putin e a realização de novas eleições. Estes grupos recusam manifestar-se juntamente com a esquerda e com os liberais.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre