Última hora

Última hora

Cimeira do euro divide Grã-Bretanha e governo

Em leitura:

Cimeira do euro divide Grã-Bretanha e governo

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe do governo britânico enfrenta hoje a câmara dos comuns onde deverá explicar a recusa em viabilizar alterações ao Tratado de Lisboa.

David Cameron deixou o Reino Unido numa situação desconfortável face aos restantes membros da União Europeia e o vice-primeiro-ministro Nick Clegg não lhe poupou as críticas.

Clegg é o líder dos liberais democratas, aliados do Partido Conservador de Cameron na coligação governamental.

Antigo líder dos liberais, Pady Ashdown, diz que “vão trabalhar com o governo mas os eurocépticos não devem contar com eles e se o governo não seguir este caminho então as consequências poderão ser mais graves”.

Como condição para aceitar as alterações aos tratados que o eixo franco-alemão propunha Cameron exigia diversas salvaguardas políticas e financeiras, para proteger os interesses da Grã-Bretanha.

Para algunas analistas o Governo britânico deixará a partir de agora de poder influenciar as decisões que os restantes 26 vierem a tomar.