Última hora

Última hora

Cidadãos de Liège relatam horas de horror e pânico

Em leitura:

Cidadãos de Liège relatam horas de horror e pânico

Tamanho do texto Aa Aa

O pânico instalou-se no centro da cidade de Liège, ao final da manhã desta terça-feira. As vítimas, cidadãos que se encontravam nas imediações do Palácio de Justiça, foram apanhadas desprevenidas com as explosões e os tiros. Algumas pessoas testemunham o que viram:

“Vi um fulano tirar do saco uma kalshnikov, tirar-lhe a proteção e disparar sobre as pessoas, depois houve granadas que explodiram, abrigos de paragens de autocarro que explodiram e foi o pânico geral”, conta um homem.

Outro relata: “Ouvi vidros a partirem-se, vi pessoas a correr, a gritar, conduzi o meu carro até à esquina e vi, no mercado, as pessoas caídas por terra, a sangrar no meio de estilhaços de vidros.”

Outras testemunhas relatam que o autor dos disparos, Nordine Amrani, estava instalado no telhado de uma padaria, um local de onde abrangia toda a praça Saint Lambert.