Última hora

Última hora

FED mantém taxa de referência inalterada

Em leitura:

FED mantém taxa de referência inalterada

Tamanho do texto Aa Aa

É sem surpresas que a Reserva Federal norte-americana (FED) mantém inalterada a taxa de referência. Na última reunião do ano, a FED considera a turbulência dos mercados uma ameaça mas não altera a política monetária apesar da crise da dívida na Europa.

Depois de em novembro se ter unido a outros bancos centrais para injetar liquidez no mercado, a instituição presidida por Ben Bernanke decide manter a taxa nos 0 a 0,25 por cento. Um valor inalterado há três anos, dos mais baixos do mundo, e muito abaixo dos 1% da zona euro.

O objetivo é impulsionar a maior economia do mundo cujos indicadores apontam para uma melhoria. Houve uma descida do desemprego e subida da confiança dos empresários, mas o crescimento é lento e vulnerável. Prova disso são os dados da venda a retalho.

Os números são dececionantes, apesar de mostrarem uma subida de 0,2% em novembro face ao mês anterior. É o menor crescimento registado desde junho pelo consumo, que representa mais de dois terços da atividade económica norte-americana. As fortes vendas no fim de semana de Ação de Graças faziam pensar o contrário.