Última hora

Última hora

Protestos bloqueiam parcialmente portos da Costa Oeste dos EUA

Em leitura:

Protestos bloqueiam parcialmente portos da Costa Oeste dos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O funcionamento de vários portos da Costa Oeste dos Estados Unidos foi perturbado por manifestações coordenadas contra o sistema financeiro e a política económica norte-americana.

Os protestos, inseridos no movimento “Ocupa Wall Street”, conseguiram fechar dois terminais de Portland e interromper o trânsito num terminal de Seattle.

A maior manifestação, que reuniu cerca de mil pessoas, decorreu em Oakland.

Um manifestante afirma que “a Goldman Sachs é proprietária da companhia que detém o terminal. Foram eles que tiraram todo o dinheiro de impostos à população, o dinheiro para resgatar a banca, e a população não viu nada em troca”.

Os trabalhadores do porto e camionistas dizem que a manifestação só serve para os prejudicar.

Visivelmente insatisfeito, o proprietário e condutor de um camião diz que “este protesto não [lhe] traz qualquer benefício”, sublinhando que está “a perder dinheiro por causa dos manifestantes”.

A contestação alastrou-se também aos portos de San Diego e Long Beach, onde se viveram os momentos de maior tensão. A polícia foi obrigada a intervir para dispersar cerca de 200 pessoas que impediam o acesso ao terminal, efetuando pelo menos duas detenções.