Última hora

Última hora

Vítimas homenageadas com um minuto de silêncio

Em leitura:

Vítimas homenageadas com um minuto de silêncio

Tamanho do texto Aa Aa

Ao meio-dia em ponto, hora local, a cidade de Liège parou.

No Parlamento belga e no estabelecimento de ensino onde estudava uma das vítimas do ataque, cumpriu-se um minuto de silêncio.

As homenagens multiplicam-se um pouco por toda a cidade sob as mais variadas formas, sobretudo, nesta praça, no centro da cidade, onde foram mortas três pessoas.

Os habitantes estão aterrorizados:

“Só de ouvir um barulho fico em sobressalto. Penso que fiquei traumatizada” afirma uma mulher.

“Não imaginávamos que isto pudesse acontecer. Faz-me lembrar o que se passou na Noruega, no massacre de Utoeya. Se este homem tivesse levado mais armas tinha tido tempo para as recarregar porque não havia qualquer polícia nas ruas” refere um homem.

Mais de 100 ficaram feridas. O número de vítimas mortais pode, no entanto, vir a aumentar já que há várias pessoas em estado grave.

A embaixada portuguesa na Bélgica

não tem até ao momento qualquer informação sobre a existência de cidadãos portugueses entre as vítimas.