Última hora

Última hora

Itália: Governo quer voto de confiança no plano de austeridade

Em leitura:

Itália: Governo quer voto de confiança no plano de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Num esforço para acelerar a adoção das medidas anticrise, governo italiano vai submeter sexta-feira ao parlamento, para voto de confiança, as medidas de austeridade que o primeiro-ministro Mario Monti já apresentou.

Segundo Piero Giarda, ministro dos Assuntos Parlamentares, a votação deverá decorrer quando os deputados da câmara baixa do parlamento terão de votar contra ou a favor do programa de austeridade, que visa equilibrar até 2013 o Orçamento do Estado e assim tentar acalmar os mercados que pressionam a dívida pública italiana.

O pacote de austeridade inclui novos impostos sobre o imobiliário, reformas das pensões e cortes na despesa pública, que já levaram à contestação dos três maiores sindicatos italianos.

Hoje, em frente do Parlamento, foi a vez de os bombeiros protestarem.

“O Governo de Roma não nos reconhece como trabalhadores a tempo inteiro. As corporações estão à deriva e quase a desmoronar perigosamente por falta de pessoal. Somos trabalhadores precários com cinco a 20 anos de experiência profissional”, disse um bombeiro.

Seguidamente a câmara alta do parlamento deverá na próxima semana avaliar o pacote anticrise com o qual Mario Monti prometeu reduzir o défice da Itália em 30 mil milhões de euros.