Última hora

Última hora

Hungria e República Checa rejeitam acordo europeu que coloque em causa independência fiscal

Em leitura:

Hungria e República Checa rejeitam acordo europeu que coloque em causa independência fiscal

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido já não está sozinho. A Hungria e a República Checa decidiram não assinar o tratado intergovernamental decidido na cimeira da União Europeia, a semana passada em Bruxelas, que visa uma harmonização das políticas fiscais e orçamentais. Em particular, os dois chefes de governo, que se encontraram esta quinta-feira em Budapeste, não querem perder a independência fiscal, como declarou o anfitrião, Viktor Orban.

“Não pretendemos fazer parte de um acordo que inclua uma harmonização fiscal. No que respeita à Hungria, não queremos deitar fora os resultados da política fiscal independente que tornou a economia do nosso país competitiva. Quando formos negociar com os países da zona euro, vamos deixar claro que este é um ponto-chave para os húngaros durante as negociações.”

Os dois países não fazem parte da zona euro. A Hungria e a República Checa declararam durante a cimeira que deixariam a última palavra aos respetivos parlamentos. Mas, como explicou o primeiro-ministro checo, Petr Necas: “este acordo é como o Abominável Homem das Neves, toda a gente fala dele mas nunca ninguém o viu.”