Última hora

Última hora

Cazaquistão em estado de emergência

Em leitura:

Cazaquistão em estado de emergência

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Cazaquistão, Nussultan Nazarbaiev, decretou o estado de emergência e o recolher obrigatório na cidade petrolífera de Zhanaozen, no sudoeste do país, um dia depois dos violentos confrontos que fizeram pelo menos dez mortos.

A oposição fala em 70 vítimas mortais. A violência foi incendiada quando a polícia tentou deter uma manifestação de trabalhadores da indústria petrolífera em greve.

Os hospitais estão repletos de vítimas dos confrontos. Milhares de trabalhadores da empresa estatal Kazmunaigas estão em greve desde maio. Exigem um aumento salarial e melhores condições de trabalho. A empresa dispensou quase mil funcionários.

Os confrontos começaram esta sexta-feira, no 20º aniversário da proclamação da independência do Cazaquistão, em que vários edifícios acabaram por ser incendiados.

O estado de emergência é imposto por um período de 20 dias, mas poderá ser suspenso caso tudo regresse à normalidade.

O Cazaquistão é uma antiga república soviética rica em hidrocarbonetos e minérios, com um grande fosso entre uma minoria rica e uma maioria pobre.