Última hora

Última hora

Militares dos EUA retiram do Iraque

Em leitura:

Militares dos EUA retiram do Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Já não há soldados norte-americanos no Iraque. Os últimos militares dos Estados Unidos saíram hoje do país, terminando assim com nove anos de guerra.

Mais de 4 400 soldados norte-americanos e dezenas de milhares de iraquianos morreram durante o conflito.

Cerca de uma centena de veículos de combate das forças dos Estados Unidos, com 500 soldados, atravessaram, esta manhã, o deserto no sul do Iraque.

Os militares norte-americanos celebraram ao cruzar a fronteira com o Kuwait, a caminho de casa.

Na sexta-feira os Estados Unidos transferiram para o Iraque a última das 505 bases militares de que dispunham no país.

Os documentos de transferência de soberania do “Camp Adder”, assim denominado pelos norte-americanos, ou Imã Ali, pelos iraquianos, foram assinados pelo representante do primeiro-ministro, Hussein al Assadi, e por um coronel das forças dos Estados Unidos.

Quase uma década após terem derrubado o ditador Saddam Hussein, os iraquianos enfrentam uma situação de fragilidade política.

Ontem o Iraque mergulhou numa crise depois do bloco laico Iraquiya, o segundo maior grupo parlamentar, ter anunciado que suspendia a participação no Parlamento.