Última hora

Última hora

Draghi: "O euro é irreversível"

Em leitura:

Draghi: "O euro é irreversível"

Tamanho do texto Aa Aa

“O euro é irreversível”: as palavras são de Mario Draghi na sua intervenção no Parlamento Europeu. O presidente do Banco Central Europeu (BCE) começou por fazer rir a audiência ao tentar falar alemão, mas depressa voltou aos temas sérios: a luta contra a crise do euro.

Mario Draghi saudou as medidas tomadas na cimeira e defende a necessidade da austeridade, mesmo se isso implica contração. E adiantou: “Não tenho qualquer dúvida sobre a força do euro, sobre a sua permanência, sobre a sua irreversibilidade. Não esqueçam que era a palavra-chave do Tratado de Maastricht. A moeda única é irreversível”.

Ao recordar o tratado que criou o euro, Draghi reiterou que a intervenção do BCE está limitada à luta contra a inflação. Uma maior intervenção na crise da dívida afetaria a credibilidade da instituição.

O presidente do BCE deposita muitas esperanças no fundo europeu de resgate e incentivou os europeus a implementá-lo rapidamente, para recuperar credibilidade do mercado e evitar degradações dos “ratings” europeus.