Última hora

Última hora

Dia particularmente sangrento na Síria apesar de assinatura de acordo no Cairo

Em leitura:

Dia particularmente sangrento na Síria apesar de assinatura de acordo no Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

A Síria viveu esta segunda-feira um dos dias mais violentos desde o início da contestação contra o regime de Bashar al-Assad.

Segundo o Observatório sírio dos Direitos Humanos, pelo menos 100 pessoas perderam a vida, entre as quais perto de 70 desertores do Exército, abatidos quando tentavam fugir dos postos na província de Idleb.

No Cairo, o vice-ministro sírio dos Negócios Estrangeiros assinou um documento que autoriza o envio de observadores a Damasco, no quadro do plano de saída da crise elaborado pela Liga Árabe. Um plano que o regime sírio tinha já dito aceitar, mas que continuava sem aplicar.

A primeira delegação deverá deslocar-se a Damasco no espaço de três dias.

Em comunicado, os Comités Locais de Organização – que coordenam as manifestações sírias – anunciaram que, no último mês, 937 pessoas foram mortas pelas forças governamentais.