Última hora

Última hora

França pondera pagar a remoção de 30 mil implantes mamários defeituosos

Em leitura:

França pondera pagar a remoção de 30 mil implantes mamários defeituosos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de saúde francesas prometem decidir até ao final da semana se pagam ou não a remoção de 30 mil implantes de silicone, que alegadamente podem provocar cancro mamário.

523 mulheres já os retiraram por iniciativa própria.

O cirurgião Laurent Lentieri refere: “eu penso que estamos agora numa fase de prevenção e não apenas de cautela. Conhecemos os riscos: estes implantes podem rebentar. Mas não há qualquer ligação com o cancro da mama. Estas mulheres não estão em perigo. Podem passar o Natal e o Ano Novo descansadas. Mas devem visitar o cirurgião regularmente”.

Por outro lado, as mulheres afetadas exigem uma cirurgia de remoção gratuita.

As dúvidas na classe média após a morte de 2 mulheres que tinham colocado este tipo de implantes.

“Esta intervenção custa cerca de 2 a 3 mil euros, é muito cara. Somos da classe média mas bem próximas da classe baixa, o que significa que é impossível por dinheiro de lado”.

Pensa-se que no mundo cerca de 300 mil mulheres tenham este tipo de implantes.

Além da França algumas mulheres espanholas estão também a exigir a cirurgia de remoção.