Última hora

Última hora

Fukushima: 40 anos para desmantelar a central nuclear

Em leitura:

Fukushima: 40 anos para desmantelar a central nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

O desmantelamento da central nuclear de Fukushima Daiichi vai durar quatro décadas e terá que ser feito com recurso a novas tecnologias.

Os reatores já estão parados e tecnicamente o sítio está estabilizado, mas a retirada do combustível das piscinas só poderá começar daqui a dois anos e vai prolongar-se por cerca de 25 anos.

O ministro japonês da economia explicou, em conferência de imprensa:

“O processo de desmantelamento da central deve avançar ao mesmo tempo que garantimos a segurança. Os 30 ou 40 anos que vai demorar o desmantelamento não estão diretamente relacionados com o período em que as pessoas podem voltar a casa”.

Os dois reatores que fundiram continuam muito vulneráveis às baixas temperaturas e a possíveis tremores de terra.

Os japoneses da região evacuada de Fukushima sabem que têm ainda muito que esperar antes de poderem voltar às suas terras.

A despoluição da área de exclusão de 20 quilómetros criada pelas autoridades ainda não começou e vai evoluir em função das emissões radioativas que a central venha ainda e emitir. O governo central está a reunir com as autoridades locais para avaliar a situação.