Última hora

Última hora

Iraque atravessa crise política após retirada dos EUA

Em leitura:

Iraque atravessa crise política após retirada dos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de governo Nuri al-Maliki ameaça excluir os ministros do bloco laico Iraqiya. O líder do grupo, al-Hashemi, é acusado de planear um ataque terrorista.

Depois das autoridades iraquianas terem emitido um mandado de detenção contra o vice-presidente iraquiano, os oito ministros do bloco, decidiram boicotar as reuniões do governo de unidade nacional.

Al-Hashemi diz-se inocente mas declara-se disposto a enfrentar a justiça.

“Estou pronto para comparecer diante do juiz, eu e os meus guarda-costas. Mas, para que os requisitos mínimos da justiça sejam respeitados, tenho algumas objeções contra a investigação preliminar conduzida pela brigada de Bagdade, pela polícia federal ou pelos serviços de informação militar.”

O vice-presidente norte-americano Joe Biden apelou ao primeiro-ministro iraquiano para resolver a crise política através do diálogo.

As acusações contra Hashemi vieram agravar a difícil relação entre xiitas e sunitas – dois grupos muçulmanos hostis obrigados a conviver durante os nove anos de presença militar norte-americana.