Última hora

Última hora

Rússia: Duma deu início a uma nova legislatura

Em leitura:

Rússia: Duma deu início a uma nova legislatura

Tamanho do texto Aa Aa

A Duma, câmara baixa do parlamento russo, inaugurou esta quarta-feira a nova legislatura.

A primeira missão dos deputados foi a eleição, sem surpresas, de Sergueï Narychkine, um próximo de Valdimir Putin para presidente da assembleia parlamentar.

Na sessão inaugural, contrariamente à tradição, não foi o presidente da Comissão Eleitoral que anunciou os resultados oficiais das últimas eleições legislativas e presidiu à sessão. A oposição tinha ameaçado abandonar a sala se ele comparecesse.

Em causa está a polémica sobre eventuais fraudes eleitorais. Segundo os resultados oficiais, o partido de Putin, Russia Unida, tem maioria absoluta, com 238 dos 450 lugares, mas perdeu a maioria de dois terços que lhe permitia alterar a constituição sem o apoio de outros partidos.

Na rua, centenas de pessoas juntaram-se em protesto. A oposição voltou a apelar a uma nova manifestação no próximo sábado, em Moscovo.

Entretanto, o bloguista russo, detido há duas semanas, foi libertado e a prisão não parece tê-lo intimidado:

“A nossa estratégia é muito simples. No caso do escrutínio parlamentar a estratégia foi votar em qualquer partido exceto no partido dos vigaristas e ladrões. Agora o partido dos vigaristas e ladrões nomeou o seu chefe para a presidência. Obviamente temos de votar e lutar contra ele”.

Nos últimos meses, Alexei Navalny tornou-se uma figura popular ao denunciar a corrupção do regime.

Foi detido a 5 de dezembro, em Moscovo, durante uma manifestação contra as alegadas fraudes do processo eleitoral.