Última hora

Última hora

Rússia: Início de legislatura difícil para a Duma

Em leitura:

Rússia: Início de legislatura difícil para a Duma

Tamanho do texto Aa Aa

Esta foi a reação nas ruas aos resultados das eleições legislativas russas. Foram as maiores manifestações desde a queda da União Soviética. É um recomeço agitado para a Duma.

Dezenas de milhares de pessoas denunciaram fraudes eleitorais a favor do partido no poder Rússia Unida e não desistem: as eleições devem ser repetidas.

E apesar do frio que se faz sentir em Moscovo tudo leva a crer que os protestos estão longe do fim. Para já está prevista mais uma manifestação no sábado à noite, dia 24.

A legitimidade da câmara baixa do parlamento russo está a ser questionada desde o início. Os observadores independentes falam mesmo de fraude eleitoral.

Como consequência, a Comissão Eleitoral Central anulou os votos de 21 assembleias de voto. Uma medida que não afetou o resultado final do escrutínio.

O partido Rússia Unida conseguiu a maioria absoluta com uma margem muito curta, mas perdeu a maioria de dois terços necessária para poder alterar a Constituição.

No dia a seguir às eleições o Presidente Dmitri Medvedev explicou que: “a Rússia Unida está aberta à cooperação, a coligações e apesar de ter tido a maioria e não precisar de se coligar com ninguém, volto a dizê-lo, devíamos criar blocos e coligações.”

Palavras que dificilmente teriam sido ouvidas quando o dueto Putin-Medvedev tinha o apoio da grande maioria dos russos, ou seja antes dos protestos de descontentamento terem invadido as ruas de Moscovo.

É um duro golpe para o primeiro-ministro Vladimir Putin, que se debate com a pior crise de legitimidade dos seus 12 anos de poder. Isto numa altura em que procura apoio para as presidenciais de março do próximo ano, como anunciou no congresso do partido em setembro.

Com a provável vitória nas eleições, o agora presidente Dmitri Medvedev voltará a assumir o cargo de primeiro-ministro. No entanto, Putin parece longe de conseguir uma vitória fácil logo na primeira volta.