Última hora

Última hora

Síria: mais jogos de guerra com a entrada de observadores no país

Em leitura:

Síria: mais jogos de guerra com a entrada de observadores no país

Tamanho do texto Aa Aa

Com a assinatura do protocolo com a Liga Árabe esperam-se mudanças na Síria.

É amanhã que uma equipa liderada por Samir al-Yazal, adjunto do chefe da Liga Árabe vai entrar em Damasco com equipas de segurança e peritos administrativos.

A norte do país, em Jabal Zawiya, onde os confrontos são maiores, militares pedem um zona segura. “Nós somos a vontade de Deus e exigimos uma zona aérea segura, precisamos dessa proteção internacional. Com esse escudo estaremos aptos a libertar o nosso país”.

Depois do protocolo assinado na segunda-feira o regime de Bashar Al-Assad declarou estar disposto a facilitar a missão dos observadores no país, com a garantia de “total acesso”.

Estima-se que desde o início da semana os confrontos no norte já tenham matado mais de 250 pessoas, com a oposição interna a considerar os incidentes como “massacres sangrentos”.

A abertura do país a observadores da Liga Árabe levou ao agudizar da violência, que já dura há 9 meses. Dia após dia aumenta a possibilidade de uma guerra civil na Síria.