Última hora

Última hora

Turquia pressiona França por causa do genocídio arménio

Em leitura:

Turquia pressiona França por causa do genocídio arménio

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia pediu à França para deixar cair o projeto de lei que condena a negação do genocídio arménio. Ankara enviou duas delegações a Paris, para tentarem travar o debate do texto previsto para quinta-feira.

O projeto prevê um ano de prisão e 45 mil euros de multa em caso de negação do genocídio. “A França reconheceu em 2001 o genocídio arménio, mas no dispositivo jurídico votado nesse ano, não havia penalização para os negacionistas”, afirma a deputada Valérie Boyer.

Há dez anos, a França admitiu a existência de um genocídio de arménios entre 1915 e 1917. A Turquia reconhece que morreram 500 mil pessoas nesse período, mas diz que foram vítimas dos perigos da Primeira Guerra Mundial.

“A lei procura apenas afetar as relações turco francesas, que são muito importantes, e como vê toda a delegação fala francês. Há francófonos e francófilos e estas pessoas consideram-se traídas”, diz o antigo embaixador da Turquia em França, Osman Korutürk.

Nos últimos dias, a Turquia ameaçou a França com represálias diplomáticas, económicas e culturais se o projeto de lei for adotado pela Assembleia Nacional.