Última hora

Última hora

Bélgica paralisada devido à greve geral do setor público

Em leitura:

Bélgica paralisada devido à greve geral do setor público

Tamanho do texto Aa Aa

O novo governo belga do socialista Elio Di Rupo enfrenta hoje uma greve geral dos serviços públicos.

Com os transportes, hospitais, escolas e bombeiros a aderirem à paralisação de 24 horas.

O caso mais caricato foi o dos bombeiros que dispararam canhões de espuma para a sede do primeiro-ministro, em protesto contra a reforma das pensões.

Um dos protestantes usou uma máscara com a cara do ministro que interfere nas reformas Vincent Van Quickenborne, um chicote e um cartaz satírico onde se lê “ para o trabalho!”

“Entendemos que algo deve acontecer, mas não desta maneira arrogante em que eles dizem que “vai ser desta forma”, sem nos consultarem. Vai acontecer e acabou, dizem. Não aceitamos isso”.

O governo belga quer aumentar a idade mínima da reforma, que oficialmente é aos 65 anos, embora a média se situe nos 59 anos.

Os bombeiros estão revoltados. Acham que as propostas do governo ignoram a necessidade de reforma antecipada para as profissões de risco.

Com esta greve é a segunda vez que a oposição belga se manifesta este mês.