Última hora

Última hora

Cazaquistão propõe à ONU participar nas investigações dos tumultos

Em leitura:

Cazaquistão propõe à ONU participar nas investigações dos tumultos

Tamanho do texto Aa Aa

O Cazaquistão insta as Nações Unidas a participar nas investigações sobre os tumultos que já matarm pelo menos 16 pessoas.

A violência ocorreu na cidade portuária de Janaozen, onde a empresa de gás Kazmunaigas tem uma das maiores infraestururas e na província de Aktau.
 
Ao mesmo tempo sabe-se que a empresa estatal de gás vai substituir um dos diretores, Bolat Akchulatov, que tinha iniciado funções há apenas 2 meses. 
 
Os trabalhadores da empresa petrolífera exigem melhores condições de trabalho e aumentos salariais.
 
As autoridades do Cazaquistão afirmaram que os confrontos têm sido provocados pelos grevistas, mas por outro lado a ONU mostra-se inquieta perante a violência das forças de segurança com os manifestantes.
 
A empresa assegurou que a produção retomou os níveis normais.