Última hora

Última hora

Greve de transportes na Europa causa transtorno em tempo de férias

Em leitura:

Greve de transportes na Europa causa transtorno em tempo de férias

Tamanho do texto Aa Aa

Os agentes de segurança do aeroporto de Roissy reclamam um aumento salarial de 200 euros por mês e melhores condições de trabalho. Apesar da paragem esta manhã todos os voos levantarm.

A paralisação está a afetar todos os aeroportos franceses, há quase uma semana.

O primeiro-ministro, François Fillon, anunciou hoje

“ enviámos polícias para Roissy que vão fazer o trabalho dos crontoladores, para assegurar todos os voos. Têm de perceber que não podemos fazer dos passageiros refêns em época de Natal. É inaceitável”

Em Paris, foram destacados cerca de 260 polícias para garantir o funcionamento dos postos de controlo.

Um representante da Comissão Geral do Trabalho afirmou: “em vez de arranjarem uma solução para o conflito enviam polícias para substituir os coitados dos agentes de segurança”.

Já para os passageiros é indiferente quem esteja no controlo, apenas querem chegar a tempo ao seu destino.

“Seja a polícia ou as pessoas que trabalham aqui normalmente, não quero saber”.

“Desde que tenha o meu vôo para estar em casa no Natal, ótimo.”

Em Londres, na estação de Saint Pancras, os que tinham ligação Eurostar para a Bélgica viram os seus planos de férias ir por água a baixo.

Estima-se que esta greve do Eurostar afete 19 milhões de passageiros.

A ligação Londres-Paris não foi contudo afetada.