Última hora

Última hora

Egito contra a Junta Militar

Em leitura:

Egito contra a Junta Militar

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma manifestação um pouco diferente a que aconteceu, esta sexta-feira, no Egito.

Centenas de manifestantes reuniram-se na Praça Tahrir contra a Junta Militar e a violência que continua a ser uma constante no país. Uma situação que levou à morte, neste mesmo local, de 17 pessoas. Os populares exigem a instauração de processos judiciais contra os responsáveis por estes atos.

“Não me interessa quem está sentado na cadeira do poder. Quero que me prove, Sr. Tantawi quem, das 17 pessoas que morreram nesta praça, era perigoso ou criminoso. o meu sobrinho tinha 19 anos e morreu nesta praça enquanto estava a trabalhar”, afirma uma mulher.

O apelo a esta manifestação foi lançado por militantes pró-democracia sob o slogan “Sexta-feira da restauração da honra”.