Última hora

Última hora

Oposição pede o fim da era Putin

Em leitura:

Oposição pede o fim da era Putin

Tamanho do texto Aa Aa

“Adeus Putin” – foi este o desejo expresso, na tarde deste sábado, em Moscovo, por milhares de pessoas que pediram a repetição das eleições legislativas.

Há duas semanas, já tinha havido um protesto semelhante.

Os manifestantes, entre eles, Gary Casparov, o antigo campeão do mundo de xadrês, continuam a dizer que os números de vitória do partido Rússia Unida, de Vladimir Putin estão falsificados.

Yevgenia Chirikova, promotora da manifestação, considerou-se uma mulher feliz:

“Hoje, compreendo que sou uma pessoa muito feliz. Eu vivi finalmente o suficiente, até chegar a este ponto, em que os cidadãos da Rússia saíram à rua, porque não são macacos, são pessoas”.

Ninguém acredita que as eleições se repitam.

Mas todos concentram as atenções nas presidenciais de Março. Putin será candidato, para trocar a chefia do Governo, pela Presidência da República:

“Com tudo isto, eu espero pela a mudança. Não espero pela mudança agora, mas um pouco mais tarde, algo acontecerá. Esta é a primeira etapa. Nós não esperamos resultados agora. Não somos ingénuos a esse extremo. Mas isto é o começo do caminho”, disse uma manifestante.

A sua presença na manifestação chegou a ser anunciada sob reserva. Mas Mickail Gorbatchev preferiu não participar, por razão de saúde.

Mesmo assim, num programa de rádio, deixou um recado a Putin:

“Eu recomendaria a Vladimir que desse o salto agora. Já chega. Três mandatos – dois mandatos como presidente e um outro mandato como Primeiro-Ministro. Três mandatos é muito, porque se formam clãs muito fortes, junto dos lideres poderosos”.

A polícia diz que, em Moscovo, desfilaram 28 mil pessoas, na Avenida Sakharov. Os promotores do protesto têm outros números. Falam em 120 mil.

Até Março, data das presidenciais, a oposição promete mais ações pacificas, contra o poder de Vladimir Putin.