Última hora

Última hora

Fragmento de satélite cai na "rua dos cosmonautas" na véspera do Natal

Em leitura:

Fragmento de satélite cai na "rua dos cosmonautas" na véspera do Natal

Tamanho do texto Aa Aa

O ponto brilhante avistado no céu no norte da Europa na véspera de Natal, apesar de suscitar curiosidades, não teve nada de celestial.

Uma avaria num fuguetão russo Soyuz, pouco depois do lançamento, resultou na queda de um fragmento – uma esfera de 50 centímetros de diâmetro – pertencente a um laboratório de comunicações que deveria ter sido colocado em órbita.

Curiosamente, a esfera caiu numa via chamada “rua dos cosmonautas” na aldeia russa de Vagaitsevo.

Um habitante explica que inicialmente não percebeu o que se passava, mas depois viu o “enorme buraco” no teto do anexo da sua casa e viu “a bola” na neve.

O acontecimento centrou atenções nos problemas do programa espacial russo, com cinco lançamentos falhados desde Janeiro, de um total de 33.

Numa inabitual intervenção televisiva – na qual reconheceu o eventual despedimento – o diretor da agência espacial russa afirmou que “a indústria está em crise. A falta de especialistas é o principal problema”. Vladimir Popovkine disse que o problema registado pouco depois do lançamento do cosmódromo de Plessetsk se registou “no motor”, embora tenha acrescentado que será preciso “analisar melhor” para apurar as causas.

A NASA, dependente dos Soyuz para enviar os seus astronautas para a Estação Espacial Internacional desde o fim do programa Space Shuttle, sublinhou que seguirá de perto as investigações mas reafirmou o compromisso com os fuguetões russos.