Última hora

Última hora

Israel: Manifestação de judeus ultraortodoxos termina em confrontos com a polícia

Em leitura:

Israel: Manifestação de judeus ultraortodoxos termina em confrontos com a polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Em Israel, vários judeus ultraortodoxos acabaram o dia na prisão depois de entrarem em confrontos com a polícia. Um agente ficou ferido na sequência dos distúrbios. A tensão mantém-se elevada na localidade de Beit Shemesh, nos arredores de Jerusalém.

Na origem dos confrontos está a discriminação de género que os religiosos radicais da seita harédim querem impor na cidade. Na sexta-feira, um canal de televisão israelita difundiu uma reportagem na qual uma menina de 8 anos contava como os judeus ultraortodoxos a insultaram a caminho da escola por causa da forma como estava vestida. Para estes judeus extremistas, as mulheres têm de se vestir de forma “modesta”, cobrir os braços e usar saias compridas. A pequena Naama Margolese continua assustada com esta situação e conta que quando vai para a escola “lhe dói a barriga porque tem medo.”

As práticas segregacionistas dos judeus ultraortodoxos foram condenadas pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que é apoiado por vários partidos religiosos.