Última hora

Última hora

Turquia: Amigos de Hrant Dink acusam Estado de instigar homicídio

Em leitura:

Turquia: Amigos de Hrant Dink acusam Estado de instigar homicídio

Tamanho do texto Aa Aa

Protesto em Istambul contra a lentidão da justiça no caso Hrant Dink. O jornalista turco de origem arménia foi assassinado há cinco anos mas só o autor material do crime foi condenado. Duas dezenas de indivíduos são suspeitos de envolvimento numa conspiração. Os familiares e amigos da vítima acusam o Estado de encobrir a verdade.

“O Estado não se pode excluir do grupo dos assassinos ou do grupo dos instigadores do homicídio. Especialmente nesta altura, em que tanto se falou da lei aprovada no parlamento francês, voltaram muitas coisas às nossas cabeças” – explicou o jornalista Garo Paylan.

Hrant Dink era o diretor de um semanário bilingue turco-arménio. O jornalista afirmava que o massacre de arménios pelo império otomano durante a primeira guerra mundial constituiu um genocídio. Hrant Dink foi assassinado por um jovem ultranacionalista